Descubra em 5 passos como ser um bom corretor de seguros 

como ser um bom corretor de seguros

Um dos maiores desafios do mercado de seguros é a concorrência. Entretanto, por mais competitivo que o mercado esteja, saiba que muitos se lançam nessa profissão sem o preparo e o estudo necessário.

Dito isso, é preciso ressaltar que cabe a cada um se apropriar das ferramentas para se destacar no ramo. Para você que já atua e também para quem está em processo de habilitação nos órgãos oficiais, neste artigo vamos mostrar como ser um bom corretor de seguros.

Entender do mercado e estar sempre em busca das oportunidades é primordial. Para completar esse cenário, existe uma série de atitudes que você pode tomar para prosperar. Confira a seguir 5 dicas para ser bem-sucedido no mercado de seguros!

O que é preciso para ser um corretor de destaque?

Vender seguro não é uma tarefa fácil. Para ter sucesso, o bom corretor precisa desenvolver algumas características, como ter uma boa capacidade analítica, praticar uma boa comunicação, conseguir passar segurança e ter desenvoltura para lidar com imprevistos.

Se você tem disposição para estudar e iniciativa para conquistar os clientes, o primeiro passo está dado. Com esforço e dedicação, é possível desenvolver as habilidades necessárias. Os insights a seguir sobre como se tornar um bom corretor de seguros são para ajudá-lo a alavancar ainda mais a sua carreira e bater meta atrás de meta! Acompanhe.

1. Conheça seus produtos

Antes de procurar clientes, é preciso entender profundamente o produto que você está comercializando. Se numa venda houver alguma questão que você não saiba responder, o comprador pode ficar inseguro em fechar o negócio. Dê atenção aos detalhes e saiba ler nas entrelinhas para conquistar os fregueses mais exigentes.

2. Adapte a abordagem

Não tenha um discurso pronto para fazer a venda. Cada pessoa reage de forma diferente à sua proposta. Portanto, procure entender não só as necessidades de quem está atendendo, mas também a melhor forma de tratamento. Algumas pessoas precisam de exemplos práticos para ilustrar uma situação, outras gostam de conhecer de antemão os valores, e assim por diante.

3. Cumpra com o combinado

Quando se comprometer com alguma coisa, honre sua palavra. Seja na pontualidade do horário, nas vantagens oferecidas ou no atendimento do pós-venda. Nunca prometa benefícios que não estão previstos no contrato e que você pode não conseguir cobrir. Adote uma postura profissional e seja sempre honesto.

4. Mantenha uma rede de contatos

O principal ativo de um bom corretor é a sua agenda. A cada indicação ou seguro vendido, a rede contatos vai aumentando. Fazer a gestão da carteira dá trabalho, mas manter essa rede alimentada de informações e novas condições de seguros, por exemplo, é prospectar cada vez mais clientes, além de mostrar que você é um corretor diferenciado.

5. Venda o que o cliente precisa

O mercado de seguros oferece uma diversidade enorme de produtos. Se quem te procura precisa de um seguro de carros, não empurre uma apólice residencial. Além disso, ofereça um plano de acordo com as necessidades, a capacidade de pagamento e o desejo do seu comprador. Assim, quando ele quiser ampliar o seguro, saberá que pode contar com seus serviços.

Além dessas dicas, definir sua metodologia de trabalho é essencial. A atuação do corretor pode ser muito facilitada pela tecnologia. Acompanhar as inovações do mercado e investir em modernização pode ser a diferença entre ser mais um ou ser “o” corretor.

Além disso, existem ótimas soluções, como aplicativos de gestão, plataformas de cotação, sistemas de suporte e administração, e assim por diante. Contar com um software que otimize seu atendimento e seus processos pode abrir seus caminhos, ainda mais agora que você já sabe como ser um bom corretor de seguros!

Esperamos que você alcance seus objetivos e se torne um profissional cada vez melhor! Se gostou deste artigo e acha que este conteúdo pode ser útil para mais pessoas, compartilhe esse post em suas redes sociais.

Comente e Compartilhe