6 dicas indispensáveis para pagar as contas do início do ano

pagar as contas do início do ano

Após as festas e comemorações, o ano começa com gastos extras e que merecem atenção. É a hora de pagar o IPTU, IPVA e até a fatura do cartão de crédito usado para os presentes de Natal. Além disso, é um bom momento para se livrar de dívidas antigas e começar o ano novo de um jeito mais leve.

Para que isso seja possível, é fundamental ter organização e planejamento, os quais evitam pendências financeiras. Afinal, você não quer ter o seu nome sujo por não saber administrar o seu orçamento, não é mesmo? Para ajudar nessa tarefa, vamos mostrar as principais dicas para pagar as contas do início do ano de forma tranquila e sem dor de cabeça. Confira!

1. Elabore um plano para controlar todas as despesas

A primeira dica consiste em prever e planejar quais serão os gastos. Assim, é possível programar o seu orçamento e o impacto financeiro não será motivo de desestabilização. Para isso, elabore um plano de controle de despesas. Com o planejamento anual, você poderá acompanhar todas as entradas e saídas financeiras.

Crie uma planilha com a sua renda mensal, ou seja, tudo o que você recebe. Após, é a hora de designar os gastos fixos, como alimentação e transporte. É imprescindível priorizar esses valores, afinal, são necessários para o seu cotidiano. Para conhecer as despesas variáveis, monitore todos os seus gastos. É importante incluir na planilha de planejamento os custos relacionados a compras e lazer, por exemplo.

Com isso, você terá uma visão completa sobre os valores e saberá como é o seu comportamento financeiro. A partir daí, crie um orçamento para definir como os recursos devem ser usados. É o momento de incluir o dinheiro do começo do ano, de forma bem antecipada.

2. Economize ao longo do ano anterior

Com o planejamento anual bem organizado, dá para analisar possíveis cortes a fim de economizar. É fundamental aprender a viver com o que você recebe, já que as dívidas são feitas quando não há um preparo financeiro.

Terminar o mês no vermelho e já começar o próximo com a corda no pescoço só trará preocupações. Por isso, evite fazer compras por impulso. Em vez disso, pense se realmente precisa daquilo naquele momento ou se é algo que pode esperar.

Avaliar o seu padrão de vida também é fundamental. Não adianta almoçar fora todos os dias e não conseguir fechar o mês. Da mesma forma, gastos com lazer podem e devem existir, mas têm que ser conscientes e de acordo com o seu orçamento.

Essas adaptações no padrão de vida farão com que você dê “respiro” ao orçamento. Procure guardar ao menos parte do que sobrar, com o objetivo de utilizar logo no começo do ano.

3. Renegocie as dívidas

As dívidas são um grande inconveniente na vida financeira e um empecilho no momento de juntar dinheiro para pagar as contas do início do ano. Uma dívida ativa cresce a cada dia, devido aos juros, e se torna uma bola de neve. Após a virada do calendário, também é interessante aproveitar o ano novo para adquirir uma postura diferente e limpar o seu nome de vez.

Entre em contato com os seus credores e mostre que está disposto a sanar todas as pendências. A maioria das empresas oferece oportunidades favoráveis para quem deseja negociar as dívidas.

Ao aprender a economizar e ter um padrão de vida condizente com a sua situação financeira, é possível se programar para pagar o que deve. Mas lembre-se de consultar a sua planilha de gastos para ter certeza que dá para cumprir com o acordo combinado.

4. Tenha uma reserva de emergência

Já deu para perceber que o planejamento é importante na sua vida financeira, certo? Após conhecer quais são os seus gastos e ganhos, é possível determinar um valor mensal a ser guardado.

Como o próprio nome diz, a reserva de emergência é usada em momentos de urgência. Problemas de saúde, acidentes e situações financeiras imprevistas podem ser sanados ao ter uma quantia guardada. É uma ótima forma de ter tranquilidade e de saber que você não será pego de surpresa.

Esse número varia conforme a sua renda, mas o ideal é reservar até 10% de tudo o que entra no seu orçamento para o fundo de emergência. Tenha em mente que a quantia reservada só pode ser utilizada em situações urgentes, ou seja, em último caso. Assim, você não corre o risco de ficar sem dinheiro para pagar as contas do começo do ano.

5. Conheça as condições e prefira o pagamento à vista

Algumas despesas do começo do ano, como o IPTU e o IPVA, têm a chamada cota única. Ao pagar em uma só parcela, você ganha um desconto. Essa condição é interessante já que significa uma economia no orçamento.

Portanto, ao se preparar para pagar as contas do início do ano, conheça bem as condições de pagamento, já que o parcelamento pode vir acompanhado de juros. Além disso, ao parcelar um valor, o pagamento se estende por vários meses e pode comprometer o seu orçamento futuro.

O pagamento à vista, na maioria das vezes, oferece um desconto significativo, sendo muito melhor quitar aquele débito de uma vez do que se prender em diversas parcelas.

6. Considere solicitar um empréstimo consignado

Se você não conseguiu se preparar no ano anterior e precisa quitar as dívidas, o empréstimo consignado pode ser uma boa opção. Ele é indicado para aposentados e pensionistas do INSS e descontado diretamente na folha de pagamento. O valor da prestação não pode ultrapassar 30% do benefício ou salário mensal, o que dá origem à chamada margem. Já a taxa do empréstimo consignado é menor que os juros de outras soluções, como do cheque especial e do cartão de crédito rotativo.

Confira quanto será necessário para pagar as suas dívidas e solicite o valor. Para não ter erros, é essencial encontrar uma empresa que transmita segurança, transparência e agilidade no serviço.

Pagar as contas do início do ano e se manter no azul é uma missão possível ao adotar um planejamento financeiro eficaz e realista. Com nossas dicas, dá para economizar e acompanhar os seus gastos com consciência e sem deixar nada pra trás

Se o empréstimo consignado for a melhor opção para você, entre em contato com a Vipercred e veja como podemos ajudar! 

Comente e Compartilhe